Atendimento :

Segunda a Domingo - 24 Horas

E-mail :

contato@asseioambiental.com.br

Dedetizadora de aranhas em Franco da Rocha

Dedetizadora de aranhas em Franco da Rocha -

Asseio Ambiental oferece serviços de Dedetizadora de aranhas em Franco da Rocha – SP e atua no combate de pragas indesejáveis, temos recursos para o combate dessas pragas que atrapalham a vida das pessoas.

Atendimento

Porque contratar a Dedetizadora de aranhas em Franco da Rocha e Quais os riscos das aranhas?

A picada de aranhas perigosas pode causar de pequenos ferimentos até complicações mais graves, como necrose do local da picada, choque anafilático e até a morte. Elas são particularmente perigosas para crianças e idosos, que são mais suscetíveis aos efeitos do veneno.

A picada da aranha-marrom, por exemplo, é indolor. Por isso, é comum que as pessoas só percebam o ferimento de 8 a 12 horas após o acidente, quando a pele dá sinais de necrose. Por isso, assim que houver a suspeita de um acidente com essa aranha, é muito importante procurar imediatamente um serviço de saúde, para tomar o soro antiaracnídeo. Para ter eficácia, o soro deve ser tomado até 36 horas após a picada.

A aranha armadeira é mais agressiva e tem uma picada extremamente dolorosa, pois, pica várias vezes seguidas. Seu veneno é neurotóxico, causando queda de pressão sanguínea, enrijecimento muscular, vômitos e náuseas.

A viúva negra também tem uma picada dolorosa e um veneno muito potente que ataca o sistema nervoso central, músculos e medula óssea.

Como combater as aranhas em franco da rocha?

Para prevenir o aparecimento de aranhas dentro de casa, o mais importante é manter o ambiente limpo e livre de materiais que possam servir de esconderijo para elas. Veja algumas medidas de prevenção da Dedetizadora de aranhas em Franco da Rocha:

  • verificar roupas e calçados antes de vesti-los;
  • inspecionar a roupa de cama que fica em contato com o chão e a parede;
  • deixar um espaço de distância entre a cama e as cortinas, para evitar que as aranhas subam pelo tecido;
  • afastar a cama e o berço da parede;
  • aspirar frestas de janelas e portas;
  • retirar teias de aranha de paredes e tetos;
  • manter sótãos e porões limpos e ventilados;
  • limpar periodicamente a parte traseira de quadros encostados na parede;
  • evitar o acúmulo de folhas e entulhos nos jardins e área externa;
  • fazer o controle periódico de insetos que as aranhas comem, como baratasformigas e mosquitos.

Nossos Serviços

Quando fazer a dedetização de aranhas em franco da rocha?

Sempre que houver uma infestação de aranhas é imprescindível fazer a dedetização para combatê-las e prevenir acidentes. Casas cercadas por locais de grande vegetação, sítios e chácaras também devem ficar atentas à dedetização periódica em volta do imóvel, para evitar que as aranhas e os insetos que servem de alimento para elas entrem em casa.

Empresas e indústrias com grandes galpões e estoques fechados, ou ainda com áreas externas com acúmulo de peças e materiais como tijolos, canos e tubos, também devem ter um cuidado especial com infestações. Fazer a Dedetizadora de aranhas em Franco da Rocha periódica nos prédios administrativos é importante para evitar acidentes com os funcionários.

Ficou alguma dúvida sobre serviços de Dedetizadora de aranhas em Franco da Rocha? Entre em contato conosco! Nossa equipe está pronta para esclarecer suas dúvidas e oferecer o melhor serviço de dedetização de aranhas para sua casa, empresa ou condomínio.

Todas as aranhas do mundo comem por ano um total de 400 milhões a 800 milhões de toneladas de insetos e pequenos animais. Assim, elas batem o consumo humano, que é de cerca de 400 milhões de toneladas de carne e peixe. As estimativas são de cientistas da Alemanha, Suécia e Suíça, publicadas na revista The Science of Nature.

Os bichinhos de oito pernas competem até mesmo com os maiores mamíferos do planeta, as baleias, que consumem anualmente entre 280 milhões e 500 milhões de toneladas de peixes, polvos, focas, aves marinhas, crustáceos, algas, plâncton ou krill.

Densidade populacional

Para estudar o comportamento alimentar aracnídeo, os pesquisadores empregaram dois métodos distintos, além de trabalharem com dados já publicados sobre o total de sua população, que é de 25 milhões de toneladas, em sete diferentes meios ambientes, e sobre suas necessidades nutritivas. Em seguida, projetou-se o número médio de presas por metro quadrado, com base em pesquisas existentes.

A grande oscilação entre os valores mínimo e máximo se deve à diversidade dos ecossistemas: o total de presas depende muito de se o animal vive no deserto, num bosque, prado ou nos trópicos.

“Quando os prognósticos se baseiam em dados compilados, é preciso considerar essa margem de oscilação”, explica o autor Martin Nyffeler, da Universidade da Basileia.

Ao todo existem mais de 45 mil espécies de aranhas, com densidades populacionais de até mil indivíduos por metro quadrado, o que faz delas os predadores mais diversificados e difundidos. Grande parte delas escapa à percepção humana, porém, por serem ativas à noite ou se esconder perfeitamente na vegetação. Para muitas pessoas, esse é um detalhe bem-vindo.

Importância ecológica

A pesquisa publicada na The Science of Nature é importante por testemunhar a enorme relevância ecológica das aranhas como comedoras de insetos. “Nossos cálculos permitem pela primeira vez quantificar, em escala global, como as aranhas são inimigas naturais dos insetos”, aponta Nyffeler.

“Juntamente com outros predadores, como formigas ou pássaros, elas contribuem para reduzir significativamente a densidade populacional dos insetos”, acrescenta. “Assim, elas contribuem de forma crucial para a manutenção do equilíbrio ecológico.”

Isso se faz notar de maneira especial nas florestas e prados, onde as aranhas matam muito mais insetos do que em outros habitats, inclusive os agentes potencialmente nocivos à vegetação local.

Surpreendentemente, a pesquisa revelou que esses predadores não representam ameaça significativa para as pragas das plantações. A explicação é que terras intensivamente cultivadas são “sistemas alterados”, cujas condições de vida não são especialmente atraentes para os aracnídeos. Também nos desertos ou na tundra ártica sua taxa de consumo de insetos é baixa.

Portanto, por mais que seja cheia de pernas, peluda ou assustadora, a próxima aranha que você encontrar pela frente merece mais respeito. Por um lado, elas estão em clara vantagem numérica. Por outro, seu papel é vital para a saúde dos bosques e campos do mundo.

 

Orçamento Grátis aqui